Montreal Cheia de GRAÇA: Opções de Passeios Gratuitos Pela Cidade

Se você já pesquisou um pouco a respeito de Montreal, com certeza já deve ter ouvido falar dos grandes atrativos da cidade como o Parque Olímpico, o Jardim Botânico, o Planetário, a Biosphère e o parque de diversões Six Flags La Ronde (estes dois últimos localizados na ilha chamada “Île Sainte-Hélène”). Mas como o próprio título deste post menciona, as dicas que eu gostaria de compartilhar com você hoje são algumas opções de passeios em Montreal que são totalmente gratuitos!

Você não vai precisar desembolsar nenhum tostão sequer (OK, OK… talvez só por uma ou outra passagem de metrô, vai!).

Opções de passeios em Montreal: Mapa de Passeios

Bora lá então? 🙂


Opções de passeios em Montreal # 1:

PARC LA FONTAINE ♦ LA FONTAINE PARK

Eu gosto de me referir ao La Fontaine como o “Central Park” de Montreal.

Assim como em Nova Iorque, este parque reflete visivelmente as mudanças de cada estação do ano e está muito bem localizado nos arredores do badalado bairro de Plateau-Mont-Royal.

Com sua área verde destacando-se em meio a cidade, um passeio por lá se torna uma ótima opção para uma caminhada despretensiosa em meio as árvores, uma volta de bicicleta, para a prática de algum esporte, para quem sabe se fazer um piquenique no gramado ou então apenas se sentar diante do lago contemplando a natureza e fazendo aquele people watching básico…

Opções de passeios em Montreal: Parc La Fontaine

Opções de passeios em Montreal: Parc La Fontaine

Opções de passeios em Montreal: Símbolo do MetrôPor metrô, as estações mais próximas são a Mont-Royal e a Sherbrooke.


OPÇÕES DE PASSEIOS EM MONTREAL # 2:

L’ORATOIRE SAINT-JOSEPH DU MONT-ROYAL ♦ SAINT JOSEPH’S ORATORY OF MONT-ROYAL

Pernas pra que te quero! Pode não parecer pela foto abaixo, mas quando você chega em frente ao oratório, você logo percebe: é escada que não acaba mais!

Opções de passeios em Montreal: Oratório

Mas quer saber? Vale a pena enfrentar cada degrau! A medida que você vai subindo, a paisagem vai ganhando mais e mais amplitude e o seu corpo já aproveita pra se livrar das calorias daquele poutine tradicional canadense que você fez questão de provar! 😛

Opções de passeios em Montreal: Oratório

O oratório é imponente por fora e possui uma arquitetura belíssima por dentro.

Um órgão  do fabricante alemão Rudolf von Beckerath é o responsável pela trilha sonora no ambiente, apesar de que para o meu gosto pessoal, confesso que achei um tantinho tenebroso e sombrio!

Infelizmente nós pegamos um dia bem nublado, mas todo mundo diz que se você der sorte, deve considerar passar um final de tarde por lá pra assistir o pôr-do-sol! Fica a dica então! Good luck, ou melhor, bonne chance! 😉

Opções de passeios em Montreal: Símbolo do Metrô A estação mais próxima de metrô é a Côte-des-Neiges.

Ah, e este local fica bem próximo à atração seguinte:


OPÇÕES DE PASSEIOS EM MONTREAL # 3:

LAC AUX CASTORS ♦ BEAVER LAKE

Não deixe, em hipótese alguma, de visitar o Lago dos Castores! Se você foi no Oratório Saint Joseph que mencionei acima, você consegue chegar até ele caminhando!

Se você estiver em Montreal no outono então… não perca tempo! A variedade das folhagens coloridas nas árvores que margeiam o lago artificial é apaixonante!

Ah… e vá por mim: no caminho até lá, dispense um pouquinho das suas moedinhas e compre um saquinho de amendoim. Os esquilês de lá foram os mais dóceis que eu encontrei em toda a viagem! Eles praticamente vinham no meu colo implorando por uma castanha! Uma pena para eles (e para mim também!) eu não ter levado nenhuma noz na bolsa naquele dia… Acabei frustrando os bichinhos!

Opções de passeios em Montreal: Lago dos Castores

Opções de passeios em Montreal: Lago dos Castores

Opções de passeios em Montreal: Lago dos Castores

Opções de passeios em Montreal: Lago dos Castores


OPÇÕES DE PASSEIOS EM MONTREAL # 4:

marché jean-talon ♦ jean-talon market

Entre tantas coisas que adorei em Montreal, este para mim foi o melhor passeio de todos!

Sério! Eu já tinha conhecido outros mercadões municipais (inclusive o enorme e famoso Saint Lawrence Market de Toronto), mas nunca conheci nenhum como este aqui!

Eu diria que dispensar um período de seu dia para fazer um tour culinário por lá é um passeio obrigatório! Este é o maior mercado aberto da América do Norte e eu fiquei encantada com tantas cores e detalhes! Há muita variedade local também; coisas daquelas que a gente não está acostumado e a ver no Brasil.

Opções de passeios em Montreal: Marché Jean-Talon

Produtos milimetricamente expostos para levar a loucura qualquer perfeccionista!

Opções de passeios em Montreal: Marché Jean-Talon

Opções de passeios em Montreal: Marché Jean-Talon

E sabe o que é o melhor deste mercadão? Os SAMPLES!

A maioria das barraquinhas dispõem de amostras dos seus produtos da estação – frutas e legumes deliciosos! – em que você pode ir saboreando pelos corredores.

E quer saber? A grama do vizinho não apenas é mais verde, quanto as suas frutas também são bem mais saborosas!

Opções de passeios em Montreal: Marché Jean-Talon

Opções de passeios em Montreal: Marché Jean-Talon

Reserve um dos seus cafés da manhã ou almoço para fazer lá no mercado.

Além de toda essa diversidade de frutas, verduras e legumes, o mercado ainda conta com várias lojinhas, opções de lanches e outras comilanças bem diferentes e que certamente lhe preencherão muito bem o dia!

Opções de passeios em Montreal: Marché Jean-Talon

Opções de passeios em Montreal: Símbolo do Metrô Se for de metrô, a estação mais próxima deste lugar é a De Castelnau.


OPÇÕES DE PASSEIOS EM MONTREAL # 5:

La Ville Souterraine ♦ underground city

Opções de passeios em Montreal: Entrada no RÉSOAssim como em Toronto, Montreal também é “uma cidade de dois andares” chamada de RÉSO – sigla da palavra francesa réseau, que significa “rede”.

A tal “cidade subterrânea” trata-se de uma rede de 33 quilômetros (a maior do mundo!) de túneis embaixo da superfície que interligam shoppings, estações de metrô, hotéis, museus, teatros e universidades.

Existem cerca de 120 locais de acesso externos ao RÉSO, que tem por finalidade principal oferecer uma rota alternativa de acesso aos lugares, permitindo a circulação das pessoas pelo mundo “externo” durante os congelantes meses de inverno.

Para os visitantes que pretendem fazer compras, este é o lugar a se considerar!

A cidade subterrânea é mundialmente famosa por seus centros comerciais e conta com uma variedade grande de shoppings. Alguns dos mais famosos são: Eaton Centre, Le Cours Mont-Royal, Complexe Les Ailes, Place Montreal Trust e a Place Ville-Marie. Fique certo de que você encontrará todas aquelas lojas famosinhas entre os brasileiros dentro destes complexos de compras. 

Opções de passeios em Montreal: Interior no RÉSO

Esteja preparado para se perder pelo labirinto de corredores! Mas um mapa certamente pode te ajudar!


OPÇÕES DE PASSEIOS EM MONTREAL # 6:

roteiro PELA RUE SAINTE-CATHERINE & SHERBROOKE OESTE

A Rue Sainte-Catherine é equivalente à Quinta Avenida de Nova Iorque. Talvez não tão “pomposa” no sentido de só ter lojas de grife, mas é uma das ruas comerciais de maior vitalidade na cidade.

E vale muito a pena fazer um passeio com calma por lá!

Dá pra visitar pontos turísticos, fazer uma boquinha, namorar vitrines e fazer compras, claro!

O maior fluxo de movimento fica entre as ruas Urban e Bishop.

Nós saímos do nosso hotel a pé mesmo e um minuto depois já estávamos na Rue Sainte-Catherine. Pegamos a direção oeste (que no nosso caso era só virar a esquerda, mas em últimos casos… alô, alô Google Maps!).

Não que você vá precisar de um roteiro específico para passear por lá – só numa caminhada despretenciosa você vai ter muitas oportunidades de exploração! Mas eu segui mais ou menos a seguinte rota:

  • Place des Arts: Uma praça que serve de palco para manifestações culturais, feirinhas e festivais, cercada por opções gastronômicas, de compras e lazer.
  • Complexe Desjardins: Centro de compras, mercado e praça de alimentação.
  • Best Buy: Loja super conhecida, especializada em eletrônicos.
  • Phillips Square: Uma praça arborizada e ampla bem no centro da cidade, ótima para uma paradinha estratégica e para bater algumas fotos.
  • Eaton Centre: Enorme Shopping Center, no estilo mais tradicional que nós conhecemos.
  • Place Ville Marie: Outro shopping center – Montreal é minado deles, sendo quase todos conectados pelo RÉSO.
  • Canada Place e Dorchester Square: Duas praças, uma de frente pra outra. O local é repleto de história, perfeito para relaxar e apreciar a arquitetura dos arredores.
  • Catedral Marie-Reine-du-Monde: De frente à praça Canada Place, construída em 1894 e inspirada na basílica de São Pedro de Roma. O interior é maravilhoso.
  • Le Cours Mont-Royal: Oooutro shopping center, só que este é localizado em um prédio histórico renovado que nos tempos de outrora já foi um hotel de luxo.
  • Rua Crescent: É uma rua paralela à Sainte-Catherine e bem bonitinha. De ritmo frenético, é repleta de bares, lojinhas e restaurantes.
  • Musée des Beaux-Arts: Virando na rua Crescent, chegamos na esquina com a Rue Sherbrooke Ouest até vermos a fachada deste lindo museu. Não chegamos a entrar, mas só apreciar a parte externa do edifício já foi de tirar o fôlego.
  • McGill University: Começamos a nossa caminhada de volta, dessa vez vindo pela Sherbrooke Ouest. Entramos na Universidade e caminhamos um pouco pelo campus. E uma vez lá, faça como os de lá! Nos jogamos no gramado enquanto assistíamos a uma partida de… de que mesmo? Não me lembro. Acho que me interessei mais pelo people watching multicultural que deu pra fazer aqui!
  • McCord Museum: Museu localizado em frente à Universidade McGill. Não entramos, mas visitei a livraria e a lojinha.

Opções de passeios em Montreal: Estátua de um Estudante em frente a UniversidadeOpções de passeios em Montreal: Relaxando em Frente ao Campus


OPÇÕES DE PASSEIOS EM MONTREAL # 7:

VIEUX-MONTREAL ♦ OLD MONTREAL

Não tem uma maneira melhor de explorar esta região do que por uma caminhada gostosa pelas margens do Rio São Lourenço!

E aqui tem MUITO pra se ver! Explore os lugares históricos, museus, igrejas e quarteirões.

O nosso passeio incluiu as paradas abaixo listadas, que nos deu um apanhado geral da região:

  • Champ-de-Mars: Parque público onde costumava ser as muralhas da cidade de Montreal. Hoje é um vasto gramado verde cercado por edifícios de arquitetura histórica.
  • Ville de Montreal / Montreal City Hall:  Prédio histórico de três andares onde hoje funciona a prefeitura da cidade.
  • Place Jacques Cartier:point do agito em Montreal; uma praça pública animada por apresentações artísticas, música e artistas de rua. A região dispõem também de lojinhas de artesanato e lembrancinhas, cafeterias, sorveterias e barzinhos. Aproveite para provar um pirulito de maple na doceria Cabene à Sucre! 😉
  • Marché Bonsecours / Bonsecours Market: Um imponente edifício neoclássico de dois andares de 1847 com uma abóbada prateada. Lá funciona uma galeria de lojas que vendem produtos e artesanatos feitos na própria província de Quebéc como jóias, artigos em couro e vestuário. Tem ainda uma exposição sobre a história e cultura local, restaurantes com charmosos terraços e algumas galerias de arte. No andar de baixo existe um Museu de Moda (Musée du Costume). Vale a pena dar uma olhadinha na exposição gratuita que fica logo na entrada, ainda na parte externa.
  • Capela Notre-Dame-de-bom-Secours: Em primeiro lugar, como esta capela também se chama Notre-Dame, não a confunda com a suntuosa Catedral de Notre-Dame (citada mais abaixo neste post). Esta capela é pequena, aconchegante, e uma das mais antigas da cidade, datada de 1771. Como localiza-se próxima ao porto, é conhecida por ser a Capela dos Marinheiros ingleses, já que eles a frequentavam para pedir e agradecer por suas viagens. Essa relação é tão profunda que existem barquinhos pendurados na capela.
  • Rue Saint Paul: Projetada em 1672, esta é a rua mais antiga da cidade e faz completo jus à isso: parece pertencer a outro período da história! Ela é antiga, um tanto fria e composta por paralelepípedos. Ao mesmo tempo ela é charmosa, preservada e tem uma atmosfera bem européia. O nome da rua é uma homenagem ao fundador de Montreal, Paul Chomedey de Maisonneuve, esse baixinho da estátua aí do lado. 🙂 Passeie pelos cafés, restaurantes, galerias e lojas.
  • Pomenade du Vieux-Port: Uma caminhada pelas margens do Rio São Lourenço e que lembra um calçadão.
  • Clock Tower Pier: Lugar tranquilo para uma linda caminhada, ao lado do rio St. Lawrence na área do Antigo Porto. No inverno, a torre serve como um cenário maravilhoso para uma grande pista de patinação ao ar livre e alguns festivais.

Opções de passeios em Montreal: Clock Tower

  • Clock Tower Beach: Bem ao lado da torre, é uma praia artificial urbana onde os locais aproveitam para se sentar e curtir um solzinho nos meses de calor. O lugar proporciona um bom ângulo para se tirar fotos da cidade.
  • Projeto Arquitetônico Habitat 67: Do outro lado do Rio São Lourenço, os amantes de arquitetura podem ter um vislumbre deste complexo habitacional um tanto quanto… diferente! O Habitat 67 foi projetado pelo arquiteto israelense-canadense Moshe Safdie, como uma tentativa de reimaginar a vida no apartamento. Ele criou um conjunto de condomínios futuristas em formato de cubos que se encaixam. É uma arquitetura digamos… curiosa!

Opções de passeios em Montreal: Projeto Arquitetônico Habitat 67

  • Place D’Armes: Uma praça situada em meio à monumentos históricos e que fica de frente à…:
  • Basilique Notre-Dame: Esta basílica é reconhecida como um dos marcos mais impressionantes do mundo. Sei que a ideia deste post é falar sobre atrações gratuitas na cidade (e você reparará que por fora, a ornamentada fachada gótica da basílica já fará com que sua visita tenha valido a pena), mas se você puder, pague os CAD 5 e a visite por dentro. Os vitrais originais retratam toda a história religiosa de Montreal com centenas de estátuas espalhadas pelo seu interior, e o teto azul com respingos de estrelas douradas retratam a glória do céu e é d-e-s-l-u-m-b-r-a-n-t-e. Não deixe de conhecer também a linda capela que fica na parte de trás. Seu interior é todo em madeira e abóbada tem uma forma de leque projetada em um estilo moderno para deixar entrar a luz natural. PS: Certifique-se de participar da visita guiada de 20 minutos (oferecido diariamente em francês e inglês), que já está incluída na sua taxa de admissão! E só pra adicionar um fato curioso, foi neste local que a cantora Céline Dion se casou em 1994.

Opções de passeios em Montreal: Basílica de Notre Dame

Opções de passeios em Montreal: Basílica de Notre Dame

Opções de passeios em Montreal: Estátua de Paul Chomedey de Maisonneuve, fundador de Montreal

Estátua de Paul Chomedey de Maisonneuve, fundador de Montreal

  • Museu do Banco de Montreal (1817): É o banco o mais antigo do Canadá e está situado bem em frente a Basílica de Notre Dame. Se tiver interesse, o museu tem acesso gratuito.
  • Montreal Convention Centre (Palais des Congrès de Montreal): Um Centro de Convenções moderno e colorido que apresenta um contraste grande quando comparado aos edifícios antigos da região. Dentro dele você encontra uma grande central do metrô de Montreal, praças de alimentação e trocentas conexões subterrâneas que ligam vários prédios.
  • Ruelle des Fortifications: A Antiga Montreal era protegida por uma muralha no século 18, porém a fortificação foi demolinda entre 1804 e 1812. Onde hoje está situado o World Trade Center de Montreal, existe a Ruelle des Fortifications, um centro comercial que preservou o local onde se encontrava o muro, bem como algumas fachadas históricas onde agora funcionam escritórios.

Opções de passeios em Montreal: Símbolo do Metrô De metrô, a estação mais próxima é a Champ-de-Mars.


Espero que, assim como eu, você desfrute de cada passeio e faça valer cada segundo!

Porque depois… ah, depois bate “aquela” saudade de ouvir o tal francês… Emoji com dois corações rosas

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *