Um giro por Balneário Camboriú: A Maravilha do Atlântico Sul

Um giro por Balneário Camboriú Um giro por Balneário Camboriú: Balão de pensamento que diz: "Eu moro onde você passa férias!"

Esta é uma frase dita com frequência por alguns moradores de Balneário Camboriú. Confesso que às vezes ela soa um tantinho prepotente pra mim, mas eu prefiro pensar que a frase é apenas uma reação empolgada daqueles que sentem orgulho e privilégio por morar em uma cidade com ares de férias o ano inteiro: abençoada por uma natureza ímpar e agraciada por um povo que em sua grande maioria é trabalhador, gentil e hospitaleiro.

Enquanto os moradores a tratam simplesmente por Balneário, os turistas geralmente se referem como Camboriú. De fato, nenhum dos dois está correto: só a palavra “balneário” significa “local de banho” (e só aqui pela região nós também temos os balneários de Penha, Piçarras e Itapema, por exemplo), enquanto “Camboriú” é a cidade vizinha a qual Balneário Camboriú emancipou-se em 1964. Ah, e também não se diz “Balneário de Camboriú” e muito menos “Camburiu” com “U”. Mas podemos apelidá-la simplesmente de “BC”. #EuAmoBC

Um giro por Balneário Camboriú: Foto do molhe da Barra Sul em frente ao letreiro "Eu Amo BC"

Balneário Camboriú é uma cidade praiana com ares cosmopolita e infra-estrutura de cidade grande, porém com a vantagem de ser relativamente pequena, o que permite com que se faça quase tudo a pé (fato principal que a difere de Florianópolis, por exemplo, que é mais “espalhada”).

Balneário Camboriú também é uma “cidade de ninguém” ou melhor dizendo, de uma miscigenação de pessoas que vem de diversos estados e se encantaram com o lugar. É quase uma jóia rara encontrar alguém que de fato tenha nascido e sido criado na cidade. 142723509070cf37007c1b4be94c2395.jpg

Apesar de ser um dos destinos turísticos mais visitados no país, Balneário Camboriú tem vida própria mesmo fora da temporada (que vai de dezembro à março), movimentada por seus cerca de 130 mil habitantes conforme último censo IBGE. Mas é inegável que é durante os meses de verão que a cidade fervilha com a visita de brasileiros de tudo quanto e praticamente de metade da Argentina também. Durante o Reveillon, o número de turistas que vem até a city pra acompanhar o show de fogos de artifícios na praia chega ao incrível número de 1 milhão! E quem vem, se encanta e quer voltar.

Há quem diga que Balneário Camboriú é uma miniatura do Rio de Janeiro: aqui também existe uma Avenida Atlântica a beira-mar, um Cristo iluminado no alto de um morro e um teleférico que se assemelha ao bondinho do Pão de Açúcar. Eu particularmente evito fazer comparações entre cidades – acredito que cada uma tem belezas e particularidades próprias. Também acho que opinião é algo extremamente pessoal (as coisas que eu curto pode não ser as mesmas que você gosta!). Contudo, eu não poderia deixar de puxar um pouco a sardinha pro meu lado e acrescentar que, como balneocamboriuense, posso dizer de todo o coração e sem dúvida alguma que esta é a cidade que eu mais amo no Brasil. De verdade! Mas se você ainda duvida, te convido a conhecer as duas e julgar por você mesmo! Emoji de risadinha divertida com um olho fechado #SemIntriga #ÉSóDesculpaPraViajar

… e continue lendo abaixo, onde vou apresentar de uma maneira bem resumida algumas atrações de Balneário Camboriú só pra dar um gostinho: aos poucos, vou escrevendo posts mais detalhados sobre cada passeio!

E não perca também os outros posts sobre Balneário Camboriú com roteiros de um dia para quem curte praia e para os que preferem passear pela cidade!

Praia Central & Avenida Atlântica

Um giro por Balneário Camboriú: Foto da Fachada da Praia Central

A Praia Central é a mais urbanizada das 10 praias de Balneário Camboriú e a mais frequentada por turistas e moradores, que como eu, amam caminhar pelas suas margens em um final de tarde! É o palco em que grande parte do agito da cidade acontece!

Cercada por suntuosos arranha-céus modernos em toda a extensão de sua orla de quase 7 quilômetros (e que infelizmente geram sombra na praia a partir de metade da tarde), é o ambiente mais utilizado para práticas esportivas tais como surfe, vôlei, futebol, frescobol e também pelo mais recente beach tênis.

Um giro por Balneário Camboriú: Foto da Placa da Ciclofaixa Compartilhada descrevendo quais são as modalidades permitidas

Além disso, uma ciclofaixa compartilhada margeia toda a Avenida Atlântica e tem sido
muito utilizada desde a sua recente criação, quando a prefeitura decidiu acabar com os estacionamentos de carros na beira-mar. E turistas; fiquem atentos! Se a sua intenção for apenas passear pela praia (nem que seja com carrinho de bebê!), ande pela calçada e não pela ciclofaixa, ok? E caso queiram aproveitar a viagem para dar um agradável passeio de bicicleta, skate, patins, patinete ou até mesmo uma corridinha, não se esqueça de SEMPRE dar prioridade aos pedestres que atravessam na faixa de segurança! A regra não se aplica apenas aos carros, ok?  Emoji de piscadinha #FicaADica

Na Praia Central também se concentram diversos quiosques, barraquinhas de milho e churros, restaurantes, bares e hotéis. Bem no centro, localiza-se também a praça Almirante Tamandaré que garante bons momentos de descontração e um lugar aconchegante para um bate-papo e um chimarrão.

E por último, bem no centro da praia você não deixará de notar o maior cartão postal da cidade: a Ilha das Cabras. Ela fica a 600 metros da beira e se você quiser se aproximar dela, sugiro que você faça um dos passeios de barco que partem da Barra Sul (falo mais abaixo sobre eles!).

Um giro por Balneário Camboriú: Foto sombreada da Ilha das Cabras durante o nascer do sol

Um giro por Balneário Camboriú: Foto da Ilha das Cabras tirada de dentro do mar com o skyline da cidade ao fundo


Avenida Brasil & Calçadão

Paralela à Avenida Atlântica, a Avenida Brasil é praticamente um shopping à céu aberto que cruza grande parte do centro da cidade.

Com calçadas sempre muito movimentadas e ruas congestionadas com o trânsito de carros (MUITOS CARROS!), ela dispõem de uma infinidade de lojas que atraem os visitantes, bem como uma série de variedades culinárias que agradarão todos os gostos e bol$o$.

Na interjeição entre as Avenidas Brasil e Central, um charmoso calçadão de lojas e quitutes é aposta certa para bons momentos de descontração, especialmente no final de tarde. O calçadão é relativamente pequeno e conecta as Avenidas Brasil e Atlântica.

Outro ponto de parada bastante apreciado por turistas é o camelódrom, que oferece uma ampla variedade de artigos importados – alguns de preços bastante camaradas, apesar de que nunca é demais frisar que você deve pesquisar bastante o preço entre as barraquinhas e claro, manter os olhos abertos para a qualidade do produto.

Balneário Camboriú prova todos os dias que é a verdadeira cidade que não pára (que NY, que nada!), e tem um comércio inigualável: as lojas ficam abertas de segunda à segunda, inclusive na maioria dos feriados (o horário geralmente é reduzido, mas que abre, abre!).

Molhe da Barra Sul

O molhe da Barra Sul é uma barreira de pedras que lhe dará a sensação de caminhar mar adentro enquanto aprecia uma vista deslumbrante da linha horizontal da cidade.

Tornou-se um ponto turístico muito frequentado após ser vitalizada com um projeto de paisagismo e iluminação, o que garante um visual especial à noite. É uma ótima opção para um fim de tarde, especialmente se você estiver viajando com crianças, já que os pais podem relaxar em um dos bancos enquanto as crianças se cansam até esbaldar no parque infantil.

E é da Barra Sul que saem os passeios náuticos (incluindo o conhecido Barco Pirata), há aluguéis de jet ski e também a estação de saída do Parque Unipraias.

Um giro por Balneário Camboriú: Molhe da Barra Sul

Um giro por Balneário Camboriú: Barco Pirata


Trapiche da Barra NORTE

Um giro por Balneário Camboriú: Trapiche da Barra Norte

Já do outro lado – na Barra Norte – o passeio fica por conta de uma passarela de madeira com acesso apenas para pedestres e que percorre toda a extensão do costão da praia até chegar do outro lado, na Praia do Buraco.

A trilha é de fácil acesso à todas as idades, rodeia a Mata Atlântica, passa por uma prainha, pedras e por mirantes que garantirão belas fotos.

Na Praia do Buraco – que por motivos inexplicáveis é mais conhecida pelos locais por Praia do Côco (acento no primeiro “O”, hein?) – existe uma concentração de pedras que podem ser exploradas, claro que tomando-se o devido cuidado. A área não é urbanizada e abriga apenas um resort (Infinity Blue), porém nenhuma área da praia é privativa.

O banho de mar ali não é muito recomendado; você perceberá que a areia é mais grossa e o mar é muito mais agitado e perigoso que na Praia Central.


Morro do Careca

O Morro do Careca que fica localizado próximo da Barra Norte, tem 160 metros de altura e é mais um atrativo de Balneário Camboriú que vale a pena ser visitado não apenas pelos entusiastas de aventuras radicais (é de lá que saem os voos duplos, parapente e asa-delta, e também um convite à prática de rapel e escalada) mas também pelos apaixonados por natureza que gostariam de ter uma visão privilegiada do mar e da cidade através dos mirantes.

Com acesso através da Estrada da Rainha, você poderá subir um trecho asfaltado de carro até a área de estacionamento, subindo apenas um pequeno trecho até o topo (a propósito, o topo é totalmente liso, o que dá razão ao nome “careca”). A subida do percurso de 600 metros também pode ser realizada a pé; o nível de dificuldade não é muito grande, embora não seja aconselhado para crianças pequenas e idosos. Neste caso você tem duas opções de subida: ou pela mesma via na Estrada da Rainha, ou pela escadaria e passarela suspensa na Praia do Buraco. Essa opção é sem dúvida mais cansativa, mas bem mais divertida!

Direções de carro: Da Barra Norte, suba a Estrada da Rainha em direção à Praia dos Amores – vire a direita na Rua Sérgio Millet (é uma rua sem saída) e então dobre novamente à direita na Rua Virgínia Ângelo Severino. Ali é o início da subida ao morro. Tome cuidado com eventuais pedestres!


Cristo Luz

É difícil escolher apenas um ponto turístico que represente Balneário Camboriú e o Cristo Luz é definitivamente um forte candidato (apesar de que pra mim, o cartão postal ainda é a Ilha das Cabras!).

A estátua de 33 metros de altura (representando a idade de Cristo) localiza-se no topo do Morro da Cruz e a é quarta maior estátua do Brasil. Em sua mão esquerda, segura um refletor que simboliza o sol e que, através de um jogo de espelhos, irradia fachos de luz durante todas as noites em diversas direções da cidade atingindo um raio de até 15 quilômetros.

O monumento ainda recebe uma iluminação colorida à noite, sendo que, segundo o seu site oficial, cada cor tem uma simbologia específica: paz, fé, energia, natureza, saúde, reflexão, amor e felicidade.

O local, além de oferecer o sensacional mirante com vista panorâmica da cidade, também dispõem de restaurante, lanchonete e loja de souveniers.

Direções de Carro: Da Avenida do Estado, suba pela rua Indonésia até o estacionamento. Na entrada da Rua Indonésia tem um arco sinalizando a subida ao morro – não tem erro! 

Direções a Pé: Se você está a pé, o Complexo do Cristo Luz dispõem de alguns ônibus coletivos gratuitos que recolhem e trazem os passageiros de hora em hora em pontos demarcados na Avenida Brasil. 


Teleférico – Parque Unipraias

O Parque Unipraias corresponde à versão catarinense do bondinho carioca. Compreende três estações que são ligadas por 47 teleféricos – cada um com capacidade para até seis passageiros – que se movem à 16 Km/H com a duração completa de aproximadamente 30 minutos (sem considerar as paradas, que por sinal são obrigatórias) e que garantem a visão espetacular por todos os ângulos.

A primeira estação é a da Barra Sul, onde ocorre a maioria dos embarques (que também pode ocorrer na estação de Laranjeiras, mas não é usual). Dispõem de uma pequena praça de alimentação e lazer, lojinhas, caixas eletrônicos e um amplo estacionamento coberto. Fica bem em frente ao molhe da Barra Sul.

A segunda é a estação da Mata Atlântica, a qual reserva as melhores atrações: um parque ambiental de 60 mil metros quadrados, trilhas de caminhada (de nível fácil), mirantes com vistas que renderão belas fotos, bares, Casa do Chocolate e quiosques. Para quem gosta de aventuras mais radicais, existe um circuito de arvorismo, um trenó de montanha chamado YouHoo! que pode atingir até 60 Km/h (o condutor é quem controla a velocidade!) por uma extensão de 700 metros, e também a mais recente ZipRider, uma tirolesa que o leva da Mata Atlântica até a Praia de Laranjeiras em uma cadeira que é suspensa por um cabo. Todas essas atrações são pagas a parte.

Na última estação de Laranjeiras, você poderá apreciar as águas tranquilas da pequena praia e se deliciar em um dos restaurantes à beira mar. O calçadão com lojinhas de lembranças, artigos de praia e artesanato também servem de um bom entretenimento local.


RODOVIA Interpraias

Um giro por Balneário Camboriú: Foto da rodovia panorâmica Interpraias

Você sabia que Balneário Camboriú possui dez praias ao todo e que você tem a chance de conhecer seis delas fazendo um trajeto por uma rodovia cênica, com vista digna de cartão postal?

Estou falando da Interpraias – uma rodovia panorâmica com 14 quilômetros de extensão, bem asfaltada, cheia de subidas e descidas e cercada de muito verde. Ela interliga as praias de Estaleirinho, Estaleiro, Praia do Pinho, Taquaras, Taquarinhas e Laranjeiras.

Em geral, essas praias são pacatas, de areia grossa, águas cristalinas e ideais para quem quer passar um dia tranquilo a beira do mar e banhado à sol. Nos finais de semana o movimento aumenta consideravelmente e o ambiente se torna bastante familiar. Contudo, esqueça aquela badalação e suntuosidade de construções da Praia Central, mas acredite: isso é um atrativo à parte!

Você pode descer em todas as praias para observar a vista ou fotografar. A única exceção é a Praia do Pinho que, a não ser que você seja naturista, o acesso é restrito. E não… não dá pra se enxergar NADA e nem NINGUÉM na praia do Pinho lá do mirante da Interpraias. Eu já tentei!

Direções de Carro: Pegue a BR 101 sentido sul, em direção à vizinha Itapema. O acesso à Interpraias deve ser feito pela saída 136. De lá, é só seguir as placas que sinalizam a entrada à rodovia.

Direções a Pé: A linha urbana de ônibus Expressul circula pela rodovia Interpraias a um precinho camarada de busão de circulação (R$ 1,90 na data de hoje). O ônibus tem poltronas estofadas, som ambiente e ar-condicionado. É “pinga-pinga”, claro, e o trajeto leva cerca de 1 hora. O número desta linha é o 106 e você pode ver os horários de saída aqui.


Zoológico Cyro Gevaerd (Antiga Santur)

O zoológico municipal possui mais de 1.200 animais e conta com uma grande variedade de animais. Dividido em “mundos”: Aquário, Aves, Mamíferos (incluindo tigres, leões e jacarés), Répteis, Serpentário, Mini-Cidade e Mini-Fazenda.

Conta também com os Museus Arqueológico, Oceanográfico, do Pescador, Taxidermia (empalhamento) e de Artesanato Catarinense.

Confesso que não sou muito fã de zoológicos (prefiro saber que os bichos estão soltos na natureza!), mas se você curte, esta é uma opção de passeio agradável principalmente se você estiver viajando com crianças. Aproveite a oportunidade para gerar nelas uma educação e consciência ambiental. (Site oficial)


Parque Ecológico

Um giro por Balneário Camboriú: Foto da entrada do Parque Ecológico

Por existir uma praia maravilhosa, parece que os nossos governantes infelizmente se esqueceram de designar uma área da cidade para a construção de um parque verde em Balneário Camboriú.

Há, porém, uma leve compensação com o Parque Ecológico, que é um local de preservação da fauna e flora regional, mas que fica infelizmente à uma distância considerável do centro da cidade (fica no bairro dos Municípios). Claro que para quem mora em cidade grande, essa “grande distância” não deve significar nada! 🙂

A entrada é gratuita e o parque oferece algumas trilhas bem sinalizadas, uma área de gramado, parque infantil e local para piquenique. Sugiro levar um lanche e um bom livro para uma tarde agradável e descontraída em integração com a natureza.


Passarela da Barra

Um giro por Balneário Camboriú: Foto da Ponte da Barra

Dói. Pensei um bocado antes de postar essa “bendita” ponte como uma atração de Balneário Camboriú. Por conta dos turistas que desconhecem a história resolvi mencioná-la, já que é uma opção gratuita e digamos, diferente.

Mas aproveito também para deixar aqui o meu protesto.

Esta ponte liga o bairro da Barra à praia Central, o que para os moradores da região deve ter sido um bom avanço que certamente valorizou a região. Contudo, a minha indignação começa na questão da imobilidade: na tal ponte não passa carros. Pois é! Tanto que agora é conhecida por “passarela”, onde só passam pedestres e ciclistas e que para isso, ainda precisam dividir um elevador por vezes bem demorado.

Outro ponto é que apesar de super atrasada, a entrega da passarela foi feita às pressas (por questões de mandato eleitoral, claro!) e o acabamento é sofrível. As paredes são mal rebocadas e até apresentam alguns buracos, a pintura foi super mal feita, o piso parece que foi “grudado” de qualquer jeito no chão, os banheiros estão inacabados e em desuso e ainda por cima não há nem sinal dos tais restaurantes que se instalariam ali para aumentar o turismo.

O saldo? Essa ponte absurda custou a bagatela de R$ 30 milhões e está envolvida em escândalos de corrupção que estão sendo investigadas pela Operação Trato Feito. Tem muita água pra rolar aí ainda… e espero que não seja só por debaixo da “ponte”!


Como Chegar à Balneário camboriú:

Emoji de um Globo Terrestre

Avião: O preço da passagem aérea tá caro? Pois para BC, você tem três opções de aeroportos para incluir nas suas buscas por passagens aéreas!

O aeroporto mais próximo e sem dúvida a melhor opção é o de Navegantes (NVT) – Fica a uma distância de 16 quilômetros: basta cruzar Itajaí e você já chegou em Balneário Camboriú! Se puder escolher, esta é a via mais prática de todas.

A segunda opção é o aeroporto da capital do estado: Florianópolis (FLN) – Cerca de 1 hora de distância de carro em uma rodovia duplicada, é fácil, fácil! De quebra, você ainda tem um vislumbre do cartão postal da Ilha da Magia, a ponte Hercílio Luz!

Por último, o aeroporto de Joinville (JOI) que fica cerca de 80 quilômetros de BC. É o mais distante e com menor frequência de voos, mas em compensação geralmente tem boas opções de desconto nas passagens aéreas.

ÔnibusA rodoviária de Balneário Camboriú é pequena, mas bem localizada na entrada da cidade e razoavelmente próxima ao centro. Você provavelmente precisará de um táxi para lhe ajudar com as malas, mas o custo não deve ser muito alto (a não ser que você esteja hospedado mais para o lado da Barra Sul).

Carro: Acesso muito fácil pela BR-101, tanto para quem vem do Norte como do Sul.


… Um último comentário que vai garantir a sua diversão durante o seu passeio!

Fotografia divertida de um trânsito caótico

Gente, gente… sinceramente eu não entendo porque tanta gente resolve sair de carro quando vem pra Balneário! Sério… a cidade é tão amigável pra caminhada! Independente de onde você se hospedar, tenho certeza de que você estará perto de alguma parte do centro…

Caso você queira zanzar por maiores distâncias pela cidade, você tem a opção de pegar o bondindinho circular, que é uma espécie de ônibus turístico que passa por toda a extensão das Avenidas Brasil e Atlântica. E não posso deixar de mencionar também que a cidade está repleta de ciclovias e tem muitos lugares de aluguel de bicicleta, então não tem desculpa!

Fica essa dica: tente fazer as coisas a pé ou de bike! É melhor pro planeta, e eu garanto que a sua paciência – e por que não acrescentar, o seu corpo – também agradecerão! E você vai se divertir muito mais, livre de estresse!

Então, deixo a dica: prepare já as suas malas e venha conhecer a Maravilha do Atlântico Sul!

Desenho de uma mala pronta para uma viagem à praia

Eu sou moradora de Balneário Camboriú e amo ver a cidade cheia de famílias felizes curtindo suas férias. Acredito piamente que Balneário Camboriú é a melhor cidade de Santa Catarina e que este é o estado mais belo do Brasil… Tudo isso me incentiva a compartilhar dicas de como melhor aproveitar cada cantinho dessa cidade tão repleta de maravilhas. Espero poder ser um canal de comunicação para você que já conhece e se encanta pela cidade, e principalmente para divulgar o que temos de melhor! Me coloco disposta para lhe auxiliar no que for preciso!


Que tal salvar a foto abaixo no seu painel dO Pinterest PARA guardar esTe post como inspiração para um PASSEIO FUTURO? 🙂


Viaje com Desconto

Se este post te ajudou, utilize os links abaixo para programar a sua viagem!

Você ajuda o blog e não paga absolutamente nada a mais por isso! 🙂

Que tal pesquisar pelos preços das passagens aéreas mais em conta no dia? Clique aqui e garanta a economia!

HotelReserve o seu hotel em qualquer lugar do mundo pelo Booking ou pelo Hoteis.com clicando nestes links e durma sossegado!

SeguroO seguro morreu de velho! Contrate um seguro de viagem e viaje tranquilo! O pagamento pode ser feito em até 6 x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto!

Carro Quer alugar um carro para aquela road-trip sensacional? A cobrança é feita em reais, sem IOF, em até 12 x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto!

Chip de CelularE claro… fique sempre conectado durante a sua viagem adquirindo com antecedência um chip para uso no exterior!

(Visited 207 times, 1 visits today)

2 comentários sobre “Um giro por Balneário Camboriú: A Maravilha do Atlântico Sul

  1. Junior Pinheiro disse:

    Dicas super legais, obrigado por compartilhar suas informações. Já conheço BC, e retornarei e sempre é preciso ler artigos iguais ao seu para perceber que ainda tem muito a explorar essa cidade que realmente é uma das mais belas do Brasil.

    • vivajando disse:

      Olá Junior! Fico muito feliz em ler um comentário assim!
      Sou super suspeita quando o assunto é BC – sou realmente apaixonada pela cidade!
      Caso você precise de mais dicas ou informações daqui, estou à sua disposição! Abço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *